Em Nome do Demônio - Nova Brrzengard (Encerrado)

Ir em baixo

Em Nome do Demônio - Nova Brrzengard (Encerrado)

Mensagem por Admin em Seg Abr 20, 2015 3:21 am

[Resumo: Brrzengard foi teletransportada para En Sabah Nur por Claire Hellstorm e tornou-se um distrito do reino. Claire acatou a elemental Carolyn como sua discípula e a ensinou muitas técnicas de sedução e manipulação, armas tão importantes quanto qualquer habilidade de luta.]



*A nova Brrzengard, sob a proteção de Claire e a genialidade de Gelamensfix, nos domínios da inalcançável En Sabah Nur, tinha recursos de sobra para expandir-se livremente. As regras do reino não eram muitas, e Claire, ainda que um demônio, não era severa como seus parentes e não tinha o menor interesse em guerras e todo o desgaste de combates. A prova da efetividade de seu método era o número de almas que tinha trazido consigo sem lutar uma vez sequer... E sim, ela e seus acólitos tratariam de, uma a uma, conquistar cada uma daquelas almas para que ali permanecessem para sempre. Era o tipo contestador e livre de demônio, e que incentivava o desenvolvimento máximo de todo seu povo. Era um excelente lugar para se viver, quem diria. O tempo na dimensão onde Claire escondera En Sabah Nur passava de forma diferente, de maneira que cada mês equivalia a um do mundo natural. Estava profundamente interessada nos aparatos de guerra que Gelamensfix estava criando, por visualizar ali excelentes oportunidades de alianças, mas tb o incentivava amplamente com seus inventos contra dragões, vez que não estava livre de um dragão em especial, pela aliança deste com seus antecessores.*
.
*Desde que vira Carolyn se empenhar em se aproximar de sua guarda principal de tal forma que enfrentara um de seus generais apesar da clara desvantagem, acabou sendo cativada por tamanha dedicação. A ambição sempre seria atraente para um demônio.
O despreparo da garota, contudo, era a cereja do bolo, já que fazia Claire a ver como um pedaço de barro que receberia o molde que ela desejasse, de maneira que foi inevitável trazê-la mais do que para sua tutela, mas também para seu treinamento.
Era mostrado assim para Carolyn que a natureza calma e gentil de Claire era similar a crosta de gelo em um rio de forte correnteza que nunca chegava a congelar completamente, e que atravessar essa crosta faria com que resistir à correnteza se tornasse a única forma de sobreviver.
Nos meses que se passaram a garota aprendera apenas técnicas de luta, treinando com Claire em pessoa. Combates onde não haviam regras, a não ser que não deveriam causar danos permanentes uma à outra, caso tivessem oportunidade, e que não se envolvesse nenhum outro ser. Treinos que serviam também para Claire treinar o domínio sobre o gelo.
Quando Carolyn se mostrou capaz de durar mais do que dez minutos, Claire chegou a conclusão de que era o momento para começar uma nova fase de treinamento, e, para tanto, chamou a garota para a sala de reuniões, onde a aguardava sentada na cadeira principal, tendo um homem alto e de pele mulata ao seu lado. Aparência esta que era a da maioria do povo do deserto que era En Sabah Nur [que era um desafio à parte para uma elemental do gelo como Carolyn]. Claire bebia calmamente, dentro de uma estonteante roupa bordô com bordados em fios de ouro, enquanto saboreava um pouco de seu vinho preferido. Sorriu assim que viu a garota entrar, a apontando para o homem* Ramar, esta é a garota de quem falei... Venha cá, Carolyn *e estendeu a mão para ela, em um convite para que se aproximasse. O homem meneou a cabeça respeitosamente para a recém-chegada. Tinha um olhar bastante analítico, e um tanto invasivo, penetrante. Observou cada detalhe dela e da forma como se movia antes de fixar os olhos nos dela* Carolyn *tornou Claire* Este é Ramar, e aqui começa a segunda fase de seu treinamento. *por fim sorriu, um sorriso que provavelmente a essa altura Carolyn já teria aprendido que precedia coisas não muito boas para ela*

Carolyn
*A população de elementais de gelo que agora vivia no novo distrito de Brrzengard tinha a peculiaridade de conseguir assumir formas humanas. (Apenas os humanoides. As bestas de gelo e outras criaturas semelhantes não conseguiam) Dentro do distrito, naturalmente, permaneciam em suas formas de gelo. Caso fosse necessário ir para qualquer outra parte de En Sabah Nur, então assumiam suas formas alternativas. Isso, porém, não tornava a alta temperatura menos extenuante, de forma que não conseguiam ficar expostos por longos períodos de tempo.*

*O mesmo acontecia com Carolyn. Nos combates de treino ela assumia sua forma original, mas para todas as outras interações sociais, permanecia em sua forma humana. Como humana era como Claire a conheceu na antiga Brrzengard: Uma garota de olhos e cabelos castanhos que parece ser muito mais nova do que é. Lá ela usava vestidos simples de algodão e depois que se mudou para o distrito, seus trajes acompanharam suas mudanças. Ela até mesmo pediu a Claire para que tivesse trajes mais sofisticados e provocantes como os da succubus. Carolyn estava se moldando à imagem de Claire, exatamente como a demônio previra.*

*Carolyn adentrou a sala de reuniões trajando um vestido azul escuro. O cabelo tinha uma única trança jogada de lado por cima do ombro, entrelaçada com uma fita azul. Ela fez uma reverência para Claire e se aproximou, e depois fez o mesmo para Ramar, perguntando, por fim.*

A... segunda fase de meu treinamento? Não compreendo, mestra Claire. Este homem irá me treinar agora? Ou devo derrotá-lo para avançar no treinamento?

Claire Hellstorm
*Claire dava uma leve risada diante das perguntas dela* Não. A especialidade de Ramar é outra, não é, meu querido? *e fez uma carícia no homem, que sorriu simpático para ela antes de encarar Carolyn novamente* Se me permite *disse para Claire enquanto movia a cabeça, logo falando com Carolyn* Ficará sob minha tutela nas próximas semanas. Não quer dizer que não possa visitar nossa soberana, e, caso assim ela o deseje, treinar um pouco. Mas o foco agora será etiqueta e imagem... E para isso eu *deslizou a mão no ar diante de si mesmo, como se apontasse para si mesmo de um jeito um tanto... Efeminado* estou aqui. Primeiro de tudo precisaremos fazer alguns tratamentos estéticos. E depois precisamos renovar esse seu guarda roupa... *ia explicando ele, com naturalidade. Claire prestava bastante atenção nas reações que a garota teria, já que era algo que ela desejava fazia algum tempo, e que Claire daria a ela de mão beijada, praticamente, já que não havia preço aparente para isso. De quebra avaliava como a garota reagiria diante de um homem tão bonito e exótico quanto Ramar*

Carolyn
*Carolyn sorriu satisfeita e animada diante da explicação de Ramar e disse, olhando para Claire.* Mestra, fico muito feliz por essa oportunidade. Você sempre me disse que alguém deve ser poderoso não apenas em força, mas também em aparência. Eu cresci em um lugar simples entre os meus semelhantes e nunca aprendi a agir ou me vestir de maneira tão sofisticada como vocês.

*E depois olhou para o homem exótico, dizendo de maneira animada.* Mestre Ramar, estou pronta! Ensine-me a ter esta classe! *Carolyn era uma moça forte e confiante, mas raramente falava com Claire sobre homens ou relacionamentos. Seria ela tímida para essas coisas? Ramar era sim um homem exótico e bonito, mas Carolyn o via apenas como seu novo "professor" por enquanto.*

Claire Hellstorm
*Claire observou as reações da garota, e sorriu contente diante do agradecimento dela* Não precisa me agradecer, Carolyn. Basta que continue dando seu melhor e estarei satisfeita. Algumas lições eu separei para que aprenda diretamente comigo, mas, fora estas, quero que se dedique aos ensinamentos de Ramar tanto quanto o faria comigo, sim? *Ramar era alto, quase dois metros de um mulato propositalmente careca e ombros largos, com braços fortes e peitoral pretuberantemente musculoso. As feições praticamente europeias, apesar da cor, e os olhos cor de mel. Sorriu para a garota diante do que ela dizia, estendendo a mão quente para que ela o acompanhasse* Perfeito. Primeiro os tratamentos estéticos. Já separei algumas profissionais excelentes. Elas que cuidam de mim, já que sou um pobre mortal *e deu uma piscadinha para Claire, já que, obviamente, ela não precisava destes cuidados, o que a fez rir suavemente. A pele dele era extremamente macia, apesar de obviamente ele treinar lutas, e bastante, dado seu porte físico, o que dava credibilidade à competência das tais profissionais* Cuide bem de minha pupila, e nada muito quente *advertiu Claire, os deixando partir*

Carolyn
*Carolyn tocou a mão de Ramar por educação mas foi perceptível que ela corou levemente ao fazê-lo. A própria presença dele a deixava diferente. Seria ele um demônio também, portador de uma aura de sedução ou algo assim? Carolyn fez uma despedida para Claire e então deixou o salão de reuniões com Ramar. Enquanto caminhavam, ela disse.*

Então, mestre Ramar... Há quanto tempo conhece Claire? Vocês, hã... Parecem bem íntimos.

Claire Hellstorm
*Claire prestou atenção nas reações da garota, assim como Ramar. Claire acenou um tchau amistoso e os deixou ir. Ramar era extremamente charmoso, mas não parecia realmente um demônio, dada sua aura, apesar de haver algo de sobrenatural em tal aura. Ele logo enlaçou a cintura da jovem, com naturalidade, se mantendo próximo assim, e a naturalidade com que agia deixava claro ser um gesto despretencioso e costumeiro. Ouviu a pergunta dela e deu uma risadinha* Eu a conheço desde que nasci. Aprendi muitas coisas com ela, assim como vc está aprendendo, e outras mais que provavelmente, por ser mulher, não aprenderá, se é isso que quer realmente saber...

Carolyn
*Carolyn era tão desconexa em relação à demonstrações afetivas que quando Ramar passou o braço ao redor da cintura dela, a jovem elemental fez posição de defesa com as mãos por reflexo. Abaixou rapidamente os braços e sua face se corou mais ainda enquanto andavam pelo corredor daquela maneira. Carolyn respondeu, ainda ligeiramente constrangida.*

Entendo... Eu, hã... Era apenas curiosidade... *Ela tentou mudar o foco da conversa.* Eu vou me dedicar a este treinamento como me dediquei aos treinos de combate, pois sei que etiqueta e aparência também podem ser grandes armas. *Mas logo uma dúvida natural surgiu e ela corou antes de perguntar.*

O seu treinamento envolve algumas dessas... Coisas... Que Claire lhe ensinou?

Claire Hellstorm
*Ramar erguia uma das sobrancelhas ao ver ela se colocar em defensiva, mas acabou rindo levemente quando a viu corar* São armas muito importantes, por isso nossa soberana raramente luta... *e isso era uma grande mentira, já que Claire não lutava pq gostava mais de política. Acabou aproximando o rosto da orelha dela, sussurrando malicioso* Ora, isso nós ainda vamos decidir, hum? *e era um sussurro pra lá de provocante o do homem do deserto, antes que ele abrisse a porta para um salão enorme, com uma grande fonte no centro, e uma dúzia de mulheres que voltavam seus olhares para ambos imediatamente* Meninas *e novamente o tom de Ramar parecia um tanto afeminado* Esta é Carolyn, a protegida de nossa soberana. Preciso que a deixem irresistível até mesmo para mim...

Carolyn
*Depois da ordem de Ramar, Carolyn fez uma reverência para todas as mulheres. Estava um tanto quanto acanhada por ser o novo centro das atenções, mas confiante e atenta. Prestaria atenção em todas as dicas daquelas mulheres e teria paciência para receber todos os cuidados. No fundo, Carolyn estava fascinada por tudo aquilo. Sentia-se como uma nobre em um castelo, algo com o qual sequer sonhava ao crescer em sua comunidade simples.*

Claire Hellstorm
*E talvez este fosse o intento de Claire desde o princípio... Ramar acompanhou todos os procedimentos, mesmo os mais indiscretos. Dizia que era melhor ela se acostumar com a nudez, pois era natural e não algo errado como a fizeram acreditar. Que tinha de conhecer seu valor real, e não o que as convenções atribuiam... Era noite já quando finalmente tudo acabava e ela se veria com uma aparência impecável, como uma nobre de verdade. Ramar a circulou, a avaliando, e logo sorriu para as mulheres, elogiando o trabalho delas. Moveu uma das mechas dos cabelos de Carolyn, sorrindo para ela* Sim, está exatamente como imaginei. Felizmente tem boas feições, e isso é metade do trabalho... Duvido que esteja cansada depois de ser paparicada a tarde inteira, então podemos ainda treinar sua postura à mesa... Venha *e estendeu a mão para ela, esperando ser acompanhado. Durante o caminho até o salão de refeições da 'soberana' ela notaria a diferença principal, nos olhares que os homens lançavam para ela, não ousando mais por vê-la com Ramar*

Carolyn
*Assim que se viu no espelho depois de pronta, Carolyn se surpreendeu, pois parecia outra pessoa. Sentia-se muito bem, ainda mais confiante, e os olhares dos homens nos corredores apenas fizeram aumentar esse sentimento. As pessoas a viam de forma diferente apenas com a mudança visual e ela começava a entender o poder que residia nisto.*

*Carolyn sorriu sem jeito para Ramar depois do elogio e o seguiu até o salão de refeições, comentando no caminho.* Aquelas mulheres me trataram muito bem, elas são muito talentosas.

Claire Hellstorm
Sim, o são. As melhores que já conheci. Devo a elas grande parte de minhas conquistas *sorriu ele, que de fato tinha uma aparência impecável. Assim que chegaram ao salão, Ramar tratou de puxar a cadeira da cabeceira para ela, a convidando a se sentar. Deu ordens para alguns criados para servirem a mesa, e enquanto cumpriam a ordem, ele se sentou displicente na cadeira à direita de Carolyn para observar a postura dela. Ficava, propositalmente, de lado e encurvado na cadeira, com a cabeça apoiada na mão e o cotovelo na mesa, como se não tivesse importância alguma ficar com uma postura impecável estando apenas os dois ali*

Carolyn
*Carolyn sentou-se tranquila à mesa mas, ao perceber que Ramar a observava constantemente e analisava a todo momento, ficou um pouco nervosa. Endireitou as costas instintivamente e repousou as mãos esticadas sobre a mesa, tentando causar uma primeira boa impressão. No fundo, ela não tinha ideia do que estava fazendo. Não sabia quais talheres deveriam ser usados em quais refeições e nem que não podia se sujar com os molhos e caldos servidos. Obviamente nunca se preocupou com isso em sua vila, mas estava disposta a aprender tudo. Fitou Ramar, inquieta na cadeira e disse.*

- Eu... Estou fazendo certo? É assim que devo ficar? Eu posso... Eu posso olhar para o lado, não posso? Qual destes garfos devo usar primeiro?

*Uma enxurrada de perguntas, o que era natural para um primeiro contato com aquelas coisas tão fora da realidade dela.*

Claire Hellstorm
*Ele a observou por algum tempo, vendo os pontos fortes e fracos dela, mesmo que naquele momento tudo parecesse fraco. Mas ela tinha um bom instinto, e isso o animava um pouco. Acabou rindo diante da enxurrada de perguntas dela, meneando a cabeça em negativa*

-Você DEVE olhar em volta, interagir com as pessoas. Refeições de luxo não são para que nos alimentemos, são para que socializemos com os convidados enquanto parecemos comer e os fascinar, no caso das mulheres, com a delicadeza e o charme contido em uma boa postura enquanto se alimenta, e nada de atropelos assim. Eles denotam insegurança, e uma mulher deve agir sempre como se tivesse controle total sobre tudo e todos à sua volta, mesmo que não tenha... Observe como eu faço.

*E assim a noite começava a ficar mais produtiva, pois empenhada como se mostrava, e diante dele explicando cada uso, e cada postura, tanto para comer, como para interagir, ficaria bem mais simples para ela absorver o que ele tentava ensinar a ela*

Carolyn
- Certo... Eu tenho o controle total... Eu tenho o controle total...

*Murmurava Carolyn para si mesma, absorvendo tudo o que Ramar ensinava. Ela ainda era péssima naquilo, mas pelo menos era esforçada e aprendia rápido. Em apenas algumas semanas de aprendizado, já conseguia simular essa atitude superior, mas levaria mais tempo para realmente acreditar em si mesma. Os treinos físicos continuavam e a elemental gostava deles, mas Carolyn começava a pegar gosto por esse outro lado do poder.*


Claire Hellstorm
*O tempo de treinamento passaria a contento da sempre observante Claire. Claro que o empenho da jovem era o determinante disso, e Claire sabia como usar a adoração da menina para a fazer ir cada vez mais rápido. Ao final do treinamento de etiqueta, postura, aparência e linguajar/linguagem corporal com Ramar, que, obviamente, ensinou de 'brinde' para ela a arte da sedução até onde a garota o permitiu, Claire determinou novos treinamentos, com professores de magia, línguas e religiões/costumes dos reinos próximos. Tudo isso levava um tempo considerável, mas não era algo com o qual Claire se importasse de fato*

*Ao término de todo esse empenho, como se não pudesse ser diferente, chegava enfim o momento do teste final, quando Claire enviava sua nova acólita de volta para uma Brrzengard onde se passara no máximo 3 meses desde a grande evacuação, com uma importante missão. Ela deveria por abaixo todo o reino subterrâneo vazio que Claire deixara para trás e sair de lá sem ser vista, de maneira que não houvesse ligação com Claire pelo feito, tendo ela a opção de fazê-lo por si mesma, ou encontrar algum mercenário carente de algumas boas peças de ouro que o fizesse por ela, podendo até mesmo recorrer a Gelamensfix para algo que a auxiliasse na empreitada.
As regras eram simples:
-Ela não poderia ser ligada ao feito diante dos novos senhores daquelas terras, ligando assim por consequência Claire;
-Não deveria, pelo mesmo motivo, haver baixa alguma no exército local pelas mãos de Carolyn, incluindo Jason e a Ceifadora;
-E, por fim, isso é tudo quanto ela teria autorização de atacar e destruir, do contrário seu ato seria caracterizado como descontrole psicológico e ela seria excluída da guarda de En Sabah Nur.
Vencendo a prova, ela seria admitida como líder da guarda pessoal de Claire*

*Se tratando de uma missão bastante desafiadora, Claire monitoraria atentamente o progresso de sua acólita e interferiria se necessário, ainda que ambos fatos não fossem declarados para Carolyn [Vigilância]*
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 407
Data de inscrição : 13/01/2014

Ver perfil do usuário http://novaordemrenegada.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum