Linda Morte lê o artigo de Francis - Monastério da Morte (Encerrado)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Linda Morte lê o artigo de Francis - Monastério da Morte (Encerrado)

Mensagem por Admin em Sex Maio 15, 2015 3:47 pm

[Resumo: Linda Morte lê a edição do Diário do Lago com sua entrevista feita por Francis e fica furiosa pelo repórter ter revelado a localização de seu monastério. Septa tenta acalmá-la, dizendo que fará uma seleção entre seus seguidores, a fim de encontrar apenas os mais fortes e dedicados à causa.]




*O Diário do Lago era entregue no antigo Monastério de Thyatis e, depois das mudanças no lugar, a distribuição foi interrompida. Entretanto, os mortos-vivos de Linda Morte estavam presentes nas vilas onde o periódico circulava. Assim que o artigo de Francis foi publicado, um deles trouxe uma cópia imediatamente para o monastério.*
*Teria sido melhor, porém, que a cópia nunca chegasse. O anão-esqueleto Helterskelter foi quem trouxe o artigo, facilmente roubado de algum comerciante utilizando-se de sua agilidade e furtividade. Linda e Septa estavam no refeitório do monastério quando o anão chegou, pegando até mesmo a névoa falante de surpresa:*
- Aqui está a escritura que pediu, mestra! - Disse Helterskelter em sua voz ligeiramente estridente. Septa estava confiante de que sua mestra aprovaria o resultado. Pobre Septa.



Linda Morte
*Linda Morte agradeceu ao estridente morto-vivo ao receber a edição do diário do lago. Francis não havia anotado nada, esperava encontrar uma ou outra coisa errada... Mas sua expressão mudava aos poucos à medida que lia. E não mudava para melhor. Chegou a "bufar" ao ler um determinado trecho e, ao fim, estava furiosa. Colocou a edição sobre a mesa e buscou Septa, fuzilando-o com o olhar.*

- Septa... Que.... "genial" a sua ideia. Certamente agora terei "muitos" seguidores.

*Apontou o papel assim que se levantou, ainda olhando a fumaça. Era a primeira vez que se irritava com ele.*

- CONSERTE ISSO, SEPTA.

Septa
*Não era preciso que Linda apontasse o papel a Septa, pois ele havia lido ao mesmo tempo que ela por cima de seu ombro. A névoa fazia silêncio de tempos em tempos e isso era normal, mas, desta vez, Linda sentia que ele estava simplesmente sem palavras. Ainda demorou alguns momentos até que ele falasse alguma coisa:*

- Hã... Claro, mestra. Encontraremos o repórter e o traremos até aqui e você poderá puni-lo da forma como desejar. Mas, mestra... Veja pelo lado bom. Mesmo que o escritor tenha revelado nossa localização, contrariando todas as precauções que tomamos para evitar isso, o monastério está fortificado contra possíveis ataques. Além disso, os seguidores podem vir diretamente a nós, sem que os outros mortos-vivos tenham que recrutá-los nas diferentes cidades. Isso significa novos possíveis seguidores de todo o continente que sabem exatamente para onde devem ir para se unir a você. - Septa deu alguns giros no ar e voltou a flutuar, continuando:

- Inclusive, eu diria que agora Jason está tão ou mais exposto do que nós. O repórter revelou a localização dele e seus crimes. Se as autoridades tiverem coragem suficiente, planejarão um ataque contra ele. Mas quanto a nós... Não há nenhuma prova contra nós, nenhuma morte atribuída ao nosso movimento. O repórter chegou e saiu completamente ileso e nunca forçamos ninguém a nos seguir. Portanto, eu diria que tivemos mais benefícios do que prejuízos com este plano. Não concorda, mestra? - Se Septa estava argumentando de forma sincera ou apenas estava tentando se livrar de uma punição, era impossível dizer.

Linda Morte
- Está querendo testar minha paciência, Septa? Ou simplesmente me chamando de burra descaradamente??? Ou os dois ao mesmo tempo???

*Esbravejava, furiosa como nunca havia estado diante daqueles mortos-vivos ou de qualquer outro que ali estivesse. Pegou novamente o diário e embolou-o, jogando para longe.*

- Que vantagem eu teria em ter a localização revelada? Em ter sido ironizada como esse escreveu? Alegra-se por eu virar piada para os outros?? E não! Não concordo que foram mais benefícios. E que Jason morra! Ninguém vai procurá-lo naquele fim de mundo gelado. Nós nos tornamos o alvo mais viável, com maior visibilidade entre todos os outros.

Septa
*Embora Septa não possuísse expressão facial, era perceptível que estava decepcionado consigo mesmo. A forma como a fumaça de sua névoa parecia "tremer" por vezes também indicava seu estado de espírito. Ele respondeu em seguida:*

- Tem razão, mestra. Mas, por outro lado, isto também faz com que estejamos perto das maiores cidades do continente, tornando mais fácil invadi-la, em comparação com Jason, que precisará de maior esforço e tempo para deslocar suas tropas. E eu duvido que alguma outra cidade não vá pensar duas vezes antes de nos atacar, dado o grande número de seguidores que o repórter descreveu no texto, principalmente porque esse número aumentará cada vez mais. - Septa voou para mais perto de Linda, complementando:

- Não se preocupe, mestra. Logo seu domínio será grandioso e é apenas uma questão de tempo até pegarmos Jason. Sua flecha está destinada a tirar a vida dele, e quando isso acontecer, tudo o que ele tem, incluindo o resto dos mortos-vivos, será seu.

Linda Morte
*Linda Morte parou tudo o que fazia, olhando incrédula para aquela fumacinha que começa a mostrar mais sinais de burrice do que deveria.*

- Você... é... louco??? Acha interessante que o monastério seja um alvo fácil??? Tenho centenas de seguidores inúteis! INÚTEIS! Apenas acampam fora daqui. E você acha bom que nos ataquem? Ou você esqueceu que eu sou HUMANA??

Septa
- Perdão, mestra. - Respondeu Septa enquanto abaixava a cabeça ou o mais próximo disso que sua forma de névoa insinuava. - A maldição da imortalidade, como alguns dizem, às vezes me impede de pensar como um vivo. Tenho ciência da mortalidade de minha mestra. Ainda mais importante, devo me lembrar que se você morrer, eu e os outros nove estamos fadados a vagar pelo mundo sem mestre e sem propósito. - Septa flutuou na direção da janela novamente, como se estivesse apontando para o assentamento:

- Os Seguidores podem não ser totalmente inúteis, mestra. Os outros mortos-vivos alegaram que existem guerreiros entre eles. Talvez pudéssemos organizar uma série de lutas para determinar os mais fortes e os mais preparados a dar a vida pela mestra. Desta forma, teremos uma forte milícia.

Linda Morte
- Providencie isso e não me decepcione novamente, Septa. Ou terminarei precisando encontrar outro conselheiro.

*Afastava-se já em direção à porta, irritada. Pegou no caminho o arco e flecha, decidida a praticar um pouco para tentar relaxar.*

- E queime esse maldito jornal.
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 406
Data de inscrição : 13/01/2014

Ver perfil do usuário http://novaordemrenegada.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum