Nathan / Imythesen

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Nathan / Imythesen

Mensagem por Admin em Ter Jan 13, 2015 6:12 pm



Nome: Nathan

Alcunhas: Imythesen (entre Demônios), Izukham (raramente, entre Demônios).

Idade: 38 anos.

Altura: 1,84m

Peso: 83,7kg

Olhos: Azuis.

Cabelos: Loiros.

Local de Nascimento: Ihouen.

Afiliação:
- Ordem dos Sete (Blues Hellsing): Distanciado.

Poderes/Habilidades conhecidas:
- Mestre de Armas: o contato com diversas armas e estilos diferentes ao longo das jornadas permitiu que Nathan desenvolvesse um estilo de combate mano-a-mano altamente adaptável e flexível. Entretanto, sua especialidade absoluta é com armas que se apresentam como variações de espada. Possui perícia comum com armas de longo alcance, como arcos.

- Coração de Izukham (O Coração Profano): Dá características de meio-demônio ao mercenário, existindo a possibilidade de se manifestar de maneira ainda desconhecida em outros planos. Como não "nasceu" por meios convencionais, não afetou o seu alinhamento e por não ser a parte de Izukham responsável pelo poder físico, não dispõe da maioria dos traços e habilidades comuns a meio-demônios, apenas os seguintes traços:
a) Presença: aqueles sensíveis ou com habilidades de detecção irão perceber a natureza de meio-demônio.
b) Resistência à magia: a essência e sangue de meio-demônio fornece certo grau de resistência a feitiços, magias e venenos em geral, embora não possua nenhum grau de excepcionalidade, não gerando nenhuma forma de imunidade.
c) Habilidades melhoradas: esse mesmo sangue fortalece força, destreza e inteligência. Por ser apenas umas das 3 partes de Izukham, fornece apenas um nível pequeno de elevação de habilidades.
d) Conhecimento: Partilha conhecimento de matérias arcanas com Izukham. Também é capaz de compreender as línguas Abissal e Dracônica.

Equipamento:
- Ignea Mors [Morte Ígnea]: originalmente Aestifer, uma espada bastarda utilizada para selar um poderoso demônio e inadvertidamente removida por Nathan, passando a ser usada como sua arma de preferência. Após sua destruição em Astaria, parte de seus restos foram reforjados em uma arma similar a uma cimitarra e ao estilo

- Anel de Nytrius: Anel dado aos membros da Ordem dos Sete. Permite a comunicação telepática entre os portadores, bem como acesso a alguns feitiços. Encontra-se inativo.

- Armadura de Nyliazer: armadura feita sob medida, em Nyliazer. Feita de uma liga especial e customizada especialmente para Nathan, facilitando os movimentos e com peso reduzido. Atualmente encontra-se sem nenhum tipo de encantamento.

História:

É um mercenário que anda pelas Tavernas em busca de serviço. Viajou por diversos lugares do mundo, desenvolvendo um estilo único de combate, possui um vínculo misterioso com um certo Demônio, além de uma essência que o torna mais que um simples humano, embora sempre tente disfarçar.

I - O Mercenário
Nathan nasceu na capital do Império de Ihouen, sob a família Hëimdrich. Aos 14 anos, ingressou na Academia Militar do Império. Próximo à maioridade e desgostoso com alguns conflitos que ocorreram dentro da Academia, decidiu abandoná-la e juntar-se a amigos que pretendiam trabalhar como mercenários. Com a vastidão do Império, o governo aceitava que mercenários agissem mesmo dentro de suas fronteiras se obedecessem um conjunto de leis; era uma alternativa de liberdade. Ouvindo rumores de uma terra em que uma Taverna famosa estave sempre inflamada de possibilidades, o grupo acabou por partir do Império e seguir para terras muito distantes. Eventualmente, por dissidências internas, culminando com duelo dos líderes por um triângulo amoroso e posterior suicídio do vencedor, o grupo se extinguiu. Como espólio, restou a Nathan a katana dourada de um dos falecidos membros, deixada para ele: Matsukaze.

Agora vivendo por contra própria, se tornava difícil viver em uma terra de ninguém. Envolveu-se com todo tipo de organizações e clãs, não permanecendo muito tempo com nenhuma delas, até que invadindo o comboio naval de uma nobre, foi parar em Nyliazer, onde conheceu Blues Hellsing, o regente do lugar e comumente conhecido como o Demônio. Poderia ter sido facilmente aniquilado por ser um forasteiro, mas foi poupado. Fizera amizade com um dos protegidos de Blues, e talvez algo no próprio Nathan despertasse o interesse dele.

O Demônio então firmou um contrato com ele, um contrato de serviços. Por muito tempo, fez diversas incumbências menores, dada a sua existência incógnita, que passava despercebida pelos inimigos do Demônio. Nesse ínterim, realizou diversas missões e aventuras por conta própria, em especial duas: escoltou um jovem invocador de Innova e  até as terras distantes, destino da peregrinação. No processo, adquiriu sua a sua arma, Aestifer. Sua segunda missão foi ajudar a conquista de Aranna para Blues, quando adquiriu uma fortaleza que usou para treinar outros mercenários (a fortaleza seria eventualmente devastada por um ataque).
 
II - A Ordem dos Sete
Ao retornar, diversos grupos nefastos haviam se manifestado nas regiões vizinhas à Nyliazer, como a Suprema Irmandade Entrópica e o AoA. Passou a realizar trabalhos mais direcionados à combater estes grupos, em antagonismo com os interesses de Nyliazer. Foi quando foi recrutado pelo próprio Demônio à integrar a Ordem dos Sete, diversos generais habilitados a combater tanto as ameaças quanto os justiceiros fanáticos que surgiam: seu objetivo era manter o equilíbrio entre as forças. Tal vertente de pensamento influenciaria bastante as escolhas de Nathan no futuro. O mercenário foi destacado para lidar com o avanço da frente maligna, que já havia conquistado Aranna.

Diante de oponentes tão formidáveis, Blues o entregou uma caixa, para ser usada em emergências, ainda mais quando a próxima missão seria em Deskrausser. Dentro desta, havia apenas um coração vivo e pulsante; ao tocá-lo, Nathan foi completamente consumido pelo coração. A verdadeira surpresa foi o resultado: talvez Blues esperasse a reencarnação de outro Ser, mas ali estava Nathan, vivo novamente, mas diferente. Eventualmente a SIE e AoA se enfraqueceram e voltaram à obscuridade e Nathan afastou-se mais uma vez de Nyliazer, seguindo o seu rumo. Uma protegida sua durante esta pseudo-guerra se entregava mais e mais pelas promessas de poder vindas do Demônio, o que também fortaleceu a decisão de se distanciar.

III - Coração Profano
Nathan passou os últimos anos buscando entender o que passou a ser. Descobriu que o coração era apenas uma das três partes remanescentes de um demônio ou anjo caído, conhecido como Izukham, o Traidor. Suas partes eram o coração, o braço e o olho; e Nathan acreditava que estes se encontravam com outros lacaios de Blues. Foi quando partiu para terras desérticas, além de En Sabah Nur, para os zigurates de Astaria. Lá, foi surpreendido e capturado por uma mulher chamada Sati e seus seguidores, por ser confundido com um demônio de fato; era um grupo que se pautava também pelo "caminho do meio", como a Ordem dos Sete, de uma forma muito mais religiosa e espiritual e com eles deixou Matsukaze.

Nesse período, Aestifer (quebrada em combate) foi reforjada como Ignea Mors, e passou a entender melhor sua natureza. Constantemente tinha sonhos e visões em que era Izukham, ao passo que para o mundo, ainda era o mesmo mercenário. Apesar do receio de que pudesse eventualmente ter o corpo tomado, isto só ocorreria se tivesse contato com os dois pedaços restantes. Ao fim, retornou às terras centrais, retomando suas atividades como mercenário, e buscando um "algo" a mais.
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 406
Data de inscrição : 13/01/2014

Ver perfil do usuário http://novaordemrenegada.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum