Vlad Kain e Lei Keylosh se reencontram (Encerrado)

Ir em baixo

Vlad Kain e Lei Keylosh se reencontram (Encerrado)

Mensagem por Admin em Qui Jan 23, 2014 8:32 pm

[Resumo: Vlad Kain se reencontra com Lei Keylosh na taverna central. Nada mais precisa ser dito.]




Vlad Kain
*Lei buscava deixar de lado por alguns instantes todos os recentes problemas caminhado despreocupadamente pelas ruas de Lagus, mas logo foi chamado a realidade: Podia ver a alguns metros uma figura caida, aparentemente ferida, que levantava levemente o rosto ao ve-lo e erguia uma das maos em um claro pedido de ajuda*

Lei Keylosh
*Ao avistar a pessoa, Lei correu até ela, olhando ao redor e verificando se havia alguém por perto. O que teria acontecido? Se ninguém havia ido ao auxílio daquela pessoa, talvez ela tivesse se ferido muito recentemente. Ele se ajoelhou ao lado dela.* Ei, vc está bem?

Vlad Kain
*Apesar da noite escura e as ruas aglomeradas de construçoes de Lagus impedirem uma visao clara, a pessoa parecia sozinha. Lei se aproximava e ouvia um gemido baixo ao se ajoelhar. O homem erguia o rosto aparentando cansaço, e segurava de maneira desesperada a calça dele chamando mais ainda sua atençao, para depois...Sorrir? Antes que percebesse, sentia um violento golpe contra a parte de tras da cabeça, por sorte nao perdia a consciencia mas estava longe de estar bem, ficando bastante atordoado e zonzo, vendo pelos proximos instantes pouco mais q borroes e com dificuldade de saber de onde as vozes vinham* - Nao acredito, pegamos logo um peixe bem grande Mark

Vlad Kain
- Eu disse que seria uma boa ideia, o imperador com certeza vai pagar uma recompensa por ele.
*era uma terceira voz, Lei ainda estava com os sentidos bagunçados demais para saber quantos eram, sendo que os borroes e a dor de cabeça faziam lembrar suas piores bebedeiras. Tentava recobrar as forças quando ouvia um novo grito, abafado, e as figuras ao redor dele pareciam se agitar* -Lamento mas...nao posso deixar que o levem.
*A voz parecia familiar, mas abafada e sem emoçao. Naquele estado entao, dificilmente reconheceria*

Lei Keylosh
*Ainda estava deitado ao chão, ouvindo as vozes e tentando fazer algum sentido daquilo, sem sucesso. Chegou a erguer uma das mãos e tentar conjurar algo, mas não possuía concentração suficiente.*

Vlad Kain
*Lei podia ouvir sons de combate desarmado, algo como uma luta em que seus atacantes pareciam levar a pior. Um golpe daqueles nao deixaria alguem que ja passou por tantas lutas encapacitado por muito tempo, e logo ele se sentia mais proximo de "bem", a medida que podia erguer a cabeça e ver seus atacantes serem derrotados ao chao, sendo que a figura permanecia em pe a frente dele e um pouco afastada.* -Nao foi exatamente conforme planejado imagino...

Lei Keylosh
*O barbudo se levantou, esfregando a própria nuca, tentando identificar a figura.* O que... o que aconteceu?

Vlad Kain
- Mercenarios... Renon aposto que daria uma boa recompensa por voce...Em qualquer estado,
*A figura dava alguns passos, saindo das sombras. Lei podia forçar a visao para identificar seu "salvador", mas logo ele parava a poucos metros de distancia, causando uma surpresa ao identifica-lo que ajudava sua recuperaçao como um balde de agua fria*
- Imagino que existam varias perguntas? Eu tenho todo tempo do mundo...
Vlad Kain ate arriscava um meio sorriso, observando atentamente Lei se recuperar da emboscada de instantes atras*

Lei Keylosh
Não esperava que viessem atrás de mim tão ráp... VLAD! *Lei o fitou, surpreso. Ele o observou de baixo para cima, como se estivesse olhando para um fantasma.* Mas... Vc deveria estar morto! Eu vi sua imagem, vc estava ferido mortalmente!

Vlad Kain
-Existe uma explicaçao extremamente elaborada para isso...Eu nao morri. *Vlad sorriu de maneira mais aberta, satisfeito com a reaçao de Lei daquele reencontro, enquanto seguia falando* - Mercenarios desarmados surpreendendo Lei Keylosh? Deve estar ficando velho... Posso lhe pagar uma bebida? *Faria mençao de começar a caminhar ate a taverna se fosse seguido*

Lei Keylosh
Eu não esperava que me atacassem aqui. Mas este é um lugar livre, qualquer pessoa pode passar por aqui. Eu não devia andar desarmado. Acho que me acostumei mal no Império. *Lei começou a caminhar com ele, ainda esfregando a nuca com expressão de dor.* Vc sabia que eu estava aqui? A notícia se espalhou tão rápido assim?

Vlad Kain
- Talvez n seja sabio lembra-lo, mas sou um justiceiro sagrado e uma figura frequente em Lagus...Nao achou q seu retorno chamaria atençao? Voce eh bem conhecido aqui velho amigo... *Fazia um sinal para o atendente local, logo indo ate a mesa mais proxima da porta e sentando*
- Sei apenas detalhes superficiais, Voce nao e' mais um imperial, algo envolvendo o que restou do imperio de Renon... Detalhes n chegam a ser muito relevantes por hora, imagino termos assuntos mais urgentes...

Lei Keylosh
*Lei se sentou na outra cadeira. Pediria ao atendente que pegasse bastante gelo e amarrasse com um pano, que ele colocaria na nuca enquanto conversava com Vlad. Ainda estava estranhando estar com aquele elfo que ele já tinha dado como morto praticamente.*
Então ainda é um Justiceiro Sagrado? Esta sim é a verdadeira surpresa. Como anda aquele velho demente do Voltaire? Logan?

Vlad Kain
- Escolha interessante de assunto. O que posso dizer e' que... Logan ter um infarte quando souber que esta aqui eh meu melhor palpite. Bem, acho que os Imperiais n parecem muito melhores que os justiceiros aos seus olhos no momento? Estavamos certos sobre Joshua no final das contas...
*Adicionalmente ao gelo, o garçom deixaria duas canecas com o cheiro doce de hidromel facilmente identificavel*
- Minami veio com voce segundo Ryuji? Imagino que ela deva ter guardado alguns...Recentimentos

Lei Keylosh
Hmpf. Joshua. *Nem mesmo o hidromel animou o barbudo, ao ter a lembrança do dragão azul na mente.* Ele me traiu, Vlad. Aquele maldito dragão ainda pagará por isto. Então foi Ryuji quem contou, eu estava me perguntando isto. Sinceramente não sei qual será a reação de Minami, mas... podemos esperar o pior. Estou mais curioso em saber como vc sobreviveu! *Ele pegou sua caneca com a mão livre.*

Vlad Kain
- Logan costuma dizer q uma criatura maligna sempre seguira sua indole...E bem, ele e' um dragao cromatico.
*Vlad respirava profundamente ao ouvir aquilo, mexendo nervosamente na caneca*
- Sorte... Fui encontrado e tratado a tempo por uma driade. Foi realmente por pouco desta vez.

Lei Keylosh
Eu já devia imaginar. Vasos ruins como nós não se quebram tão fácil, Vlad! *Deu um gole no hidromel, limpando a barba em seguida. A barba continuava, mas Lei havia cortado o cabelo, deixando apenas um moicano loiro na cabeça.*
Confesso que a última impressão sua que ficou na minha cabeça não foi das melhores. Ver vc levando Minami de volta em Warjillis foi uma grande decepção. Mas quando um companheiro Imperial chamado Sieg Hart me mostrou a mensagem contida no orbe que vc fez, eu queria encontrá-lo e estava disposto a fazer de tudo para isto. Se Jason ainda estivesse em meu poder na época, eu usaria a ligação dele com os mortos-vivos para encontrar vc. Mas ele havia fugido de Terânia.

Vlad Kain
- Nao haviam cabelereiros no Imperio? Achei que Renon tivesse construido uma capital suficiente em todos os aspectos...
*Vlad ouviu a colocaçao de Lei, completando em seguida*
- Demorou um tempo para deixar de lado a parte de ser preso em Oblivion porque Renon afirmava que ao contrario do que voce disse, eu nao tinha autorizaçao para estar la...Mas ja vivemos demais para jogar na cara um do outro cada passo em nossa jornada, e estamos do mesmo lado, cada qual a sua maneira *Erguia a caneca e levava ate a boca, retomando o assunto em seguida*
- Meu agressor tratou de eliminar minha ligaçao com os mortos vivos, e acredito que segundo a logica, devemos estar atentos a possibilidade dele e Jason estarem do mesmo lado...

Lei Keylosh
E, consequentemente, os dois representam perigo e precisam ser detidos. *Lei completou, mas o que Vlad dissera antes ainda o deixava em dúvida.* Então "estamos do mesmo lado", Vlad? Eu não tenho mais nenhuma afiliação, mas vc ainda é um Justiceiro Sagrado. Como não saber se Voltaire lhe dará uma ordem para me capturar ou capturar Minami?

Vlad Kain
- Como vou saber que Minami n vai arrancar minha cabeça ao me ver, sem razao alguma?
*Vlad dava de ombros e sorria, completando em seguida*
- Se Voltaire o fizesse, tentaria convence-lo do contrario. Se insistisse, nao o faria. Simples assim.
*Apesar de parecer um tanto simples, Vlad parecia decidido*
- E Logan... Nao deve querer vc mais perto da cidadela do que esta agora. Acho q podemos cuidar do proximo problema. O que pretende fazer? Aventureiros errantes nao costumam ter familias formadas

Lei Keylosh
Eu não sei o que vou fazer, para ser sincero. *Lei coçou a cabeça, tomando mais um gole do hidromel.* O que eu fiz em Terânia desencadeou uma perseguição em massa. Ainda há teranianos perdidos em vários pontos da região, que provavelmente se desviaram de seus caminhos por causa de seus perseguidores. Minha prioridade agora é salvá-los, pois eles ajudaram em minha fuga. Assim que todos estiverem de volta, eu pensarei no que fazer.
*Tomou mais um gole, olhando para a porta.* Chega de seguir a um Imperador, ordem ou instituição. Eu já tive a prova de que estas coisas não funcionam. Eu quero ser livre para fazer o bem à minha maneira e construir uma comunidade com aqueles que concordarem com isto.

Vlad Kain
- Tente nao bater em nenhum velho aliado enquanto faz isso, e sera um bom plano.
*Vlad faria sinal de se levantar, falando em seguida*
- Nao pretendo atrapalhar, pelo contrario. Sabe qu pode contar comigo se necessario. Nossos demais assuntos em comum tem carencia de informaçao no momento, verei o que meus contatos podem saber e caso algo util venha a tona sei aonde lhe encontrar...

Lei Keylosh
Muito bem. *Lei se levantou também. Colocaria a conta do hidromel no nome de Ryuji. Andaria com ele para fora da taverna e lá fora diria, fitando-o.* É bom vê-lo vivo, meu amigo.

Vlad Kain
- Nao vou perder a chance de dizer que ja paguei uma bebida a Lei Keylosh...
*Vlad deixaria algumas moedas no balcao*
- Da mesma forma, obrigado por deixar de lado a parte da briga, talvez Minami tenha colocado um pouco de juizo em sua cabeça afinal...
*Vlad colocaria a mao no ombro de Lei sorrindo mais uma vez, antes de se afastar sem dizer mais nada.*
- Precisamos conversar, Ex- comandante imperial Lei A. Keylosh.
*Vinda de algum lugar, a figura de Lilandra se fazia presente, falando naquele tom completamente sem emoçao*

Lei Keylosh
*Lei fez um aceno para Vlad, permanecendo parado ali. O barbudo ainda estava estranhando tudo aquilo. Ficara muito afastado daquelas terras, mas ele já devia saber que, ao retornar, os velhos amigos e inimigos também retornariam. Estava se readaptando aos poucos.
Sua nostalgia foi quebrada por aquela voz familiar. Ele se virou na direção da elfa.* Sim, realmente precisamos conversar. Onde está Sieg Hart?? *Disse, num tom quase desesperado.*

[continua...]
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 407
Data de inscrição : 13/01/2014

Ver perfil do usuário http://novaordemrenegada.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum