Lilandra & Hatsuko - Fragmentos do Passado (Encerrado)

Ir em baixo

Lilandra & Hatsuko - Fragmentos do Passado (Encerrado)

Mensagem por Lilandra em Qui Jan 16, 2014 7:10 pm

[Resumo: Lilandra surge na cidade de Lagus e conversa com Hatsuko. Ela lhe dá uma carta e um objeto deixados por Sieg Hart. É a boneca de elfa de Hatsuko, que Sieg resgatou da casa deles em Terânia, antes de fugir.]





Lilandra:

*Pela manhã, aparentemente Minami e Lei ainda descansavam ou acertavam alguns assuntos. Hatsuko: por outro lado podia andar pelos arredores da cidade, apesar de que pouco conhecia. Apos alguns instantes entretanto, uma figura um tanto...Familiar podia ser vista. Uma elfa que ja havia sido vista anteriormente com Sieg Hart. Curiosamente, Hastsuko n lembrava de te-la visto entre os que chegaram na cidade*

- Hatsuko: Keylosh...

Hatsuko:

*Ainda sentia-se dolorida depois de tudo o que enfrentou até chegar à cidade, mas sempre era interessante conhecer onde estava. Andou pouco até se deparar com a elfa. Franziu a testa, inclinou a cabeça…*

- Você não fugiu com a gente. Sieg mandou buscá-la? E como sabe meu nome?

Lilandra:
*Algo curioso era que Hatsuko: parecia confusa pelo que mais confiava: O seu faro. Se sentisse aquele cheiro, jamais pensaria vir de uma pessoa. O cheiro dela era completamente diferente de qualquer outro que ela ja houvesse sentido. Ela tinha apenas um cheiro quase imperceptivel que lembrava metal...E agua salgada. Quanto mais ela se esforçava para entender seus sentidos, sentia mais aquele cheiro de sal do mar que começava a deixa-la levemente enjoada*

- Você é a filha de Lei Keylosh, existiam informações a seu respeito no escritorio de Sieg Hart, e eu era responsável pelas mesmas.


Hatsuko:

*E ela mesmo se esforçava para identificá-la utilizando seu sentido mais útil até aquele dia, o olfato. Claramente a farejava, fazendo as expressões mais estranhas e engraçadas a cada vez que as informações não "batiam". Com o início do enjoo - problema recorrente, aliás - Hatsuko desistiu, mantendo-se mais afastada.*

- Ahn… Entendi. E o que eu fiz de errado? Por que o Sieg mesmo não falou? Viajamos 3 dias...

Lilandra:

*Lilandra, como se chamava apesar de não ter se apresentado parecia arrumar os leves oculos. Ao contrario dos demais, parecia com as roupas em perfeito estado e falava de forma mais tranquila ainda do que Sieg Hart*

- Essa é a questão. Não consigo encontra-lo em lugar algum. O sacerdote do tempo Sieg Hart simplesmente desapareceu de Lagus, ou de qualquer outro lugar.

Hatsuko:

- Ele está lá com as clérigas. Desmaiou enquanto descia as escadas da prefeitura… Meu pai o levou no colo. Já procurou lá?
Bufou para tirar um tanto mais de seu cheiro, para reduzir aquele enjoo.

Lilandra:

- As clerigas dizem que ele simplesmente desapareceu. Era uma possibilidade. Ele pediu para que lhe entregasse isso em mãos se não conseguisse fazer pessoalmente

*Lilandra entregava uma caixa um tanto rustica amarrada, com um bilhete pequeno colado na tampa*

Hatsuko:

- Mas para onde ele foi? Você trabalha com ele, deve saber onde ele gosta de ir.

*Segurou a caixa, farejando-a como sempre fazia. Se pesada e grande, colocaria no chão para pegar o bilhete e ler. Era notável a dificuldade em juntar as sílabas e formar as palavras.*

Lilandra:

- Não desta vez... Ele simplesmente desapareceu

*A caixa não era pesada e podia ser segurada com ambas as mãos. A letra era bem clara e bem feita, de forma que a leitura mesmo para a Jovem não era dificil*

"Hatsuko:

Por mais assustador que seja, recomeçar do zero é sempre um passo importante em nossas jornadas. Recomeçar me fez vir para esse mundo em primeiro lugar, e ambos seus pais passaram por isso e cresceram com a experiência. Eu acredito que isso seja possível pelo fato que eles sabem o quanto o passado é importante: Todos cometemos erros, e precisamos aprender com eles. Existem lembranças boas e ruins, e algumas delas não devem ser deixadas para tras.
Espero que um dia entenda isso, gostaria de ter tido tempo para lhe comprar algo novo. Entretanto, achei que não seria justo para você que isso ficasse para tras. Sei que não é mais uma criança, mas posso lhe garantir que não existe nada mais importante do que lembranças, e objetos assim são raros.

Diga a seu pai que não guardo recentimentos e sou grato por tudo que ocorreu.

Até breve

Sieg Hart"

Hatsuko:

- A… elfa-gorda?

*Foi o primeiro pensamento que surgiu em sua mente quando pensou em criança, lembrança, objetos… Hatsuko: abaixou-se e abriu a caixa com facilidade, já que força não era um de seus problemas.*

Lilandra:

*Ao remover a tampa, Hatsuko: podia mais uma vez sentir um cheiro familiar que logo era identificado. Seus olhos não podiam acreditar, mas retirar o item da caixa confirmava do que se tratava: A boneca que seu pai havia lhe dado e que estava em Terania. Não era uma cópia: Cada detalhe estava la e ate mesmo seu cheiro vinha da boneca.*

- Antes de partir da capital do imperio Sieg Hart fez questão de pegar esse item antes de fugirmos para entregar a você e acabou sendo surpreendido pelo inimigo. O ferimento que ele apresentava foi causado por esse encontro. Eu não compreendo ao certo as razões mas ele acreditou ser importante.

Hatsuko:

*Pegou a boneca com imenso carinho e cuidado, abraçando-a após sentir seu cheiro por mais uns segundos. Sem perceber e ela sorria, reconfortada por um passado mais calmo e menos complicado. Os olhos tornaram-se marejados ao ouvir que era dela a culpa do ferimento.*

- Acha que ele.. morreu? Não né? Seria minha culpa...

Lilandra:
*Ate mesmo Lilandra parecia sorrir de maneira discreta, mas este logo desapareceu quanto ela fez um sinal de negativo com a cabeça*

- Sieg Hart não esta morto, não precisa sentir-se culpada. Ele ficaria... Feliz em saber que apreciou o gesto dele. Aconteceu alguma coisa mas acredito que ele ira voltar. Por hora preocupem-se em se recuperarem, eu estarei com vocês aguardando o retorno dele.

Hatsuko:

- Mas… Não tem jeito de estar de outro jeito. Ou se está vivo… Ou morto. Ele fugiu de novo então? Temos que encontrá-lo, aquelas pessoas irão nos caçar por anos, para sempre.

Lilandra:

- Sieg Hart não pode ser alcançado por eles, mas nem por nos. Acredito que ele tenha sido "solicitado" por sua ordem e não teve escolha. Quanto a seus inimigos,  seu pai ja deve ter algo em mente... Ryuji Drak é um aliado poderoso. Descanse por hora....

Hatsuko:

- Obrigada. Acho que pode morar com a gente se quiser. Eles não devem reclamar.

*Aproximou-se da elfa e abraçou-a. Simples assim.*

Lilandra:

*Lilandra parecia um tanto pega de surpresa, sem reação com a atitude de Hatsuko:. Acabou por abraça-la da mesma forma depois de alguns segundos*

- Ele ira voltar, eu sei disso. Enquanto isso, é importante acertar alguns detalhes com seus pais, Se me der licença, preciso conversar com eles.

*Lilandra soltaria a garota e entraria na taverna se nçao fosse impedida, deixando a jovem sozinha com seus assuntos*

Hatsuko:

*Despediu-se após o abraço, indo sentar-se em algum lugar perto para ficar com a elfa-gorda. Aquela boneca velha, já sem olho… Mas tão querida!*
avatar
Lilandra
Admin
Admin

Mensagens : 4
Data de inscrição : 16/01/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum