A Cúpula da Morte (Encerrado)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Cúpula da Morte (Encerrado)

Mensagem por Admin em Qua Set 07, 2016 4:16 am

[Resumo: Linda Morte decide fazer um torneio entre seus seguidores para verificar os melhores entre eles. Um goblin participante do torneio, Orek, vai até Linda e diz saber da localização de um túnel secreto que dá acesso à Altonia.

Ao mesmo tempo, um combatente misterioso vai muito bem no torneio e Linda exige que ele revele sua identidade. O lutador era Seeje, que havia deixado Firelands e buscava outro líder para servir. As palavras de Linda seduzem sua mente e ele decide se juntar ao exército macabro. Linda envia Seeje para o sul, no Pântano das Almas Nefastas, onde ele domina um território.]




*O plano de Septa envolvendo a entrevista com Linda Morte não saiu exatamente como ele havia planejado. A publicação de fato trouxe mais seguidores, vindos de todas as partes do continente, mas também revelou a localização do monastério, o que desagradou muito sua mestra. Em uma tentativa de reconquistar a confiança de Linda, Septa mandou pregar cartazes oferecendo uma recompensa pela cabeça do repórter Francis. Depois, sugeriu fazer uma seleção entre os seguidores acampados ao redor do monastério, a fim de encontrar os melhores e mais dedicados entre eles.*
*E que melhor forma de fazer isso do que colocando os seguidores para lutarem entre si? Septa organizou um torneio interno, que foi anunciado no submundo das cidades ao redor. Ordenou que os lacaios construíssem uma gigantesca estrutura de ferro no descampado à frente do monastério, que se assemelhava a uma jaula oval, dentro da qual aconteceriam as lutas. A estrutura foi isolada magicamente, de forma que qualquer coisa conjurada ali dentro não afetaria o exterior. Organizar todos aqueles bárbaros sanguinários e impedi-los de lutar fora da jaula era uma tarefa que apenas os mortos-vivos conseguiriam cumprir. Por fim, depois de uma semana, os participantes já haviam chegado e estava tudo pronto. Septa falou com Linda então:*
- Mestra, está tudo pronto para o começo das batalhas. Acredito que seria interessante se a mestra surgisse diante dos contestantes para dizer algumas palavras de incentivo. Todas as lutas serão até a morte, para garantir que apenas restem os melhores, mas mesmo os derrotados nos servirão. Os corpos que saírem de lá em bom estado serão reanimados magicamente e incluídos em nossas tropas macabras.



Linda Morte
*Linda Morte ainda não havia "engolido" aquela reportagem feita pelo tal Francis. Não acreditava que os cartazes realmente ajudariam a encontrar o repórter ou se retomariam a seriedade que desejava manter quando decidiu iniciar o monastério. Nos últimos dias Linda Morte pouco conversou com Septa ou com qualquer outro morto-vivo. Ouvindo sua sugestão naquele dia, concordou em ir até a arena montada.*

- Assistirei apenas. Quem precisa de palavras de incentivo para me servir não é bom o suficiente.

*Dito isso, trocou-se e vestiu um vestido longo e negro, bem como a capa que usava para ocultar parte do rosto. A aljava estava presente, assim como o arco que conseguiu na ida à Brzzengard.*

Narrador
- Certamente, mestra. - Respondeu Septa, enquanto flutuava até um balcão elevado que montaram na torre do monastério, de onde era possível ver perfeitamente a cúpula de ferro e suas lutas. Os seguidores perceberam o olhar onipresente da líder e isso intimidou alguns lutadores e incentivou outros.

*Como havia muitos competidores e muitas lutas, apenas a primeira rodada de combates duraria vários dias. Linda poderia simplesmente se ausentar do ponto de observação e deixar as lutas acontecendo ou poderiam estabelecer um horário de início e término todos os dias para que ela conseguisse assistir às lutas sem se cansar. De qualquer maneira, ela sempre tinha a última palavra. Se quisesse promover um lutador a qualquer momento ou mesmo poupar a vida de um derrotado, poderia fazê-lo livremente. Porém, os melhores lutadores só começariam a se destacar a partir da segunda rodada de combates, onde ficaria claro quem realmente tinha talento para isso e quem estava ali apenas por curiosidade e não sabia sequer segurar uma espada.

Ao final da terceira rodada, três lutadores se destacaram, vencendo todos os outros adversários facilmente:

- Um guerreiro que trajava armadura completa de visual exótico, que nunca retirava seu elmo e não possuía nome, chamado apenas de Espada Flamejante pelos demais, pois ele conseguia fazer a lâmina de sua arma arder em chamas;

- Uma amazona chamada Eryn, que vestia uma armadura completa de metal enegrecido cuja peça peitoral carregava o brasão de uma milícia provavelmente situada na região;

- Um goblin ágil e furtivo chamado Orek, que lutava com um par de adagas e tinha a habilidade de se camuflar nas sombras.

Para a surpresa de Linda, antes do começo da próxima rodada, o goblin Orek pediu uma audiência com a regente do monastério. O pedido foi transmitido através de um dos mortos-vivos e Orek aguardava pela resposta no acampamento.*

Linda Morte
*Linda Morte não tinha interesse em assistir as muitas lutas iniciais, sabendo que seriam de pouco valor. Não promoveu perdedores e mesmo nos casos de empate Linda preferia deixar que lutassem até algum se sobressair, a não ser que os dois fossem excepcionais. Para as demais lutas, pediu a Septa que organizasse horários pré-definidos.*

*Recebeu com surpresa o pedido de audiência mas aceitou conversar com o goblin.*

- Mande-o entrar.

Narrador
*O goblin foi levado até a sala de reuniões do monastério no horário desejado por Linda Morte. Era acompanhado pelas mortas-vivas gêmeas Nen e Jen. O goblin era uma criatura curiosa. Andava um pouco curvado, o que o deixava ainda mais baixo, e coçava o nariz constantemente, como se estivesse sempre desconfiado de algo. Ele adentrou a sala e sequer fez uma mesura. Olhou ao redor e assoviou, dizendo:*

- Uau! Esse lugar parecia decrépito do lado de fora, mas vejo que é bem luxuoso aqui dentro! Adorei a decoração. A propósito, suas guarda-costas são uma gracinha, mas receber qualquer carinho daquelas duas deve ser problemático, com aquelas garras. HEHEHE!! - Septa, que estava ao lado de Linda, replicou prontamente:

- Tenha modos, criatura verde! Você está diante da futura regente do continente, Linda Morte! E devolva os objetos que furtou no caminho. - O goblin deu outra risada, apontando para Septa:

- Há! A nuvenzinha falante não é boba! Eu ia devolver de qualquer maneira... - Orek retirou dois castiçais pequenos e uma taça de prata do colete de couro que vestia e os deixou num móvel ali perto.

Linda Morte
*A falta de modos e respeito já eram motivo susficiente para que Linda Morte o olhasse com desprezo e repensasse seu real valor para ela. Saber que ele ainda havia furtado tudo aquilo sem que os outros dois mortos-vivos notassem foi mais um motivo para irritá-la.*

- Já está me dando motivos suficientes para repensar o real valor das suas habilidades. Fale de uma vez o que quer.

Narrador
*O goblin deu nova risada, que era realmente irritante:*

- Está brincando?? Eu roubei tudo isso sob os olhares das suas gêmeas bizarras e venci todas as lutas até agora! Isso não mostra minha habilidade?? Mas, você está certa... Chega de enrolar. - A criatura saltou sobre a mesa que separava ele e Linda, e as gêmeas macabras chegaram a erguer as garras, pensando que Orek iria atacar. O goblin apenas disse então:*

- Você não me daria ouvidos se eu não fosse um dos melhores no seu torneio, não é? O esforço valeu a pena. Muito bem, eu tenho uma proposta que acredito que será bem interessante para você, vossa excelência mortuária. Eu venho de uma comunidade goblin da floresta ao redor de Altonia. Eu sei de uma passagem secreta que desboca no interior de Altonia, por baixo de seus muros impenetráveis. Ideal para alguém com... Planos de expansão como você. Eu revelarei esta passagem, mas eu tenho meu preço. Está disposta a ouvi-lo?

Linda Morte
- Tirem esse infeliz de cima da minha mesa.

*Olhou as duas gêmeas diante da ausência de reação depois que o goblin subiu na mesa. Cruzou os braços e recostou-se de maneira mais confortável.*

- Se sobreviver até o fim do torneio eu pensarei em sua proposta. Poderia pensar agora... Mas já me irritou o suficiente para perder parte do respeito adquirido com as vitórias. Levem-no.

*Aguardaria que ele fosse retirado antes de falar o que pensava para Septa.*

Narrador
*Assim que Linda deu a ordem, as gêmeas macabras trataram de retirar o goblin de cima da mesa. Uma delas deu uma rasteira nele e a outra o chutou, fazendo a criatura cair sentada na cadeira do outro lado. Tudo o que ele disse sobre a proposta, foi dito sentado na cadeira. Frente à última ordem de Linda, o goblin apenas sorriu e respondeu:*

- Nesse caso, nos veremos novamente! Ninguém é páreo para mim naquele acampamento! Exceto, talvez, por aquele cara com a espada que pega fogo... Ele é quente! Até mais ver! - E foi escoltado pelas gêmeas, que se certificariam de que a criatura verde não roubasse mais nada ali.

*Septa aguardou a opinião de Linda para discutirem sobre o que o goblin havia dito.*

Linda Morte
- Não, Septa. Não vou invadir Altonia. Não tenho modos de fazer isso ainda...

*Respondeu-o quando estavam sozinhos, levantando-se e caminhando até a janela. Olhava sem pressa ou foco específico... Apenas queria ver como tudo estava.*

Narrador
*Septa respondeu, flutuando e seguindo sua mestra:*

- Uma decisão prudente, mestra. Supondo, claro, que o que o goblin disse é verdade... Mas digamos que seja mentira... Por que ele teria todo o trabalho de vir até aqui e se arriscar em um torneio letal apenas para lhe atrair para uma armadilha há quilômetros de distância no meio de uma floresta? A meu ver, existem duas possibilidades: Ou ele está mentindo e está muito confiante em sua armadilha pífia... Ou está dizendo a verdade e teria invadido Altonia ele mesmo, mas não tem condições para isto e veio tentar chantageá-la. - A névoa cinzenta fez uma pausa e prosseguiu:

- Existe, claro, uma terceira possibilidade. Podemos torturá-lo até conseguir a localização da suposta passagem secreta. Mesmo que não tenhamos condições de invadir Altonia, acho que vale a pena verificarmos a informação, porque se a passagem realmente existir, devemos impedir que outros a descubram. Deseja que eu envie um dos mortos-vivos para verificar a floresta, mestra?
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 406
Data de inscrição : 13/01/2014

Ver perfil do usuário http://novaordemrenegada.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum